A EDUCAÇÃO ENTRE A UTOPIA E A CIÊNCIA

Rafael Britto de Souza, Vicente Thiago Freire Brazil

Resumo


Não seria exagerado afirmar que o pensamento utópico no campo pedagógico é tão antigo quanto este o é no campo político, vide a República de Platão. Pretende-se elencar alguns argumentos que explicitem ao mesmo tempo a atração de muitas teorias pedagógicas pela forma de pensamento utópico e as implicações que este tipo de pensamento pode produzir, tanto do ponto de vista teórico, quanto do ponto de vista social. Partindo da leitura de Karl Popper e Comte-Sponville, categorizamos as implicações do pensamento utópico em suas consequências antropológicas e epistemológicas. Terminamos por concluir que o preço desta atração para o campo da educação pode ser a impossibilidade da ciência, o atraso na solução gradual de problemas pontuais, e o embargo da democracia.


Palavras-chave


Utopia. Falsificacionismo. Projeto Pedagógico. Popper. Comte-Sponville.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Estadual do Ceará - UECE

Centro de Humanidades - CH

Curso de Graduação em Filosofia                                   

Occursus - Revista de Filosofia

ISSN: 2526-3676

Qualis B3


APOIO: