A ESCRAVIDÃO DOS ANTIGOS COMPARADA À DOS MODERNOS: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE A RECEPÇÃO DAS IDEIAS DE ARISTÓTELES NA MODERNIDADE

Alan Duarte

Resumo


Este artigo busca esclarecer as divergências entre os compromissos teórico-práticos de Aristóteles e da moderna tradição liberal, referentes à escravidão. Para tanto, avalia-se a parcialização da obra aristotélica em sua recepção moderna, a qual se consuma na abstração da especificidade do procedimento teórico-metodológico de Aristóteles. A devida investigação desse tema só foi concebível na medida em que procurou-se superar os limites da abordagem “historicista”, bem como problematizou-se a “apologética” liberal, como inequívoca defensora da liberdade. Por fim, o que no Estagirita configura-se como um “amplo senso de realidade”, na moderna tradição que o assimila termina apresentando-se como uma questionável ideologia.


Palavras-chave


Escravidão, Liberalismo, Ideologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Estadual do Ceará - UECE

Centro de Humanidades - CH

Curso de Graduação em Filosofia                                   

Occursus - Revista de Filosofia

ISSN: 2526-3676

Qualis B3


APOIO: