NIETZSCHE E A PRIMAZIA DA CULTURA COMO PROBLEMA EDUCACIONAL PARA A POLÍTICA

David Barroso de Oliveira

Resumo


Este artigo discute a primazia da cultura na filosofia de Nietzsche visando apresentá-la como problema educacional para a política. Contextualiza-se a política cultural alemã, pelos estudos de Nobert Elias e Keith Ansell-Pearson, para a proposta nietzscheana de renascimento da Antiguidade que toma a paidéia grega para implodir a Bildung alemã. Com isso, caracteriza-se a paidéia platônica para se compreender a educação nietzscheana como auto-formação do filósofo, pelos estudos de Werner Jaeger e Jorge Larrosa. Assim, Nietzsche tem na primazia da cultura sua filosofia como modo de vida aristocrático para uma política de criação de outros modos de vida.

 

PALAVRAS-CHAVE: Modo de vida. Sociedade. Aristocracia. Formação. Filosofia.

 

 

NIETZSCHE AND THE PRIMACY OF CULTURE AS AN EDUCATIONAL PROBLEM FOR POLICY

 

ABSTRACT:

This article discusses the primacy of culture in Nietzsche's philosophy aimed at presenting it as an educational problem for policy. Contextualizes the German cultural policy from the studies of Nobert Elias and Keith Ansell-Pearson, for the Nietzschean proposal of Renaissance of Antiquity that takes the Greek paideia to implode the German Bildung. Herewith, it is characterized the Platonic paideia to understand the Nietzschean education as self-formation of the philosopher, with the studies of Werner Jaeger and Jorge Larrosa. Thus, Nietzsche has the primacy of culture his philosophy as a way of life aristocratic to a policy of creation of other ways of life.

KEYWORDS: Way of life. Society. Aristocracy. Formation. Philosophy.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.