A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO SOCIAL NO CONTO "UMA ESPÉCIE DE HERANÇA", DE CINTIA MOSCOVICH.

Tamara dos Santos

Resumo


RESUMO 

O presente trabalho busca investigar como se constrói o espaço social no conto “Uma forma de herança”, texto que finaliza a obra Essa coisa brilhante que é a chuva (2012, finalista Prêmio Portugal Telecom) de Cíntia Moscovich, escritora gaúcha de origem judia. É proposta uma leitura em que o espaço, a casa que a personagem recebe de herança do pai, é uma metáfora que alude à herança judaica, em uma tentativa de saber de que maneira lidar com ela no período atual. Para isso, será estabelecida relação entre os conceitos de utopia e heterotopia presentes nos textos de Michael Foucault, e o conceito de habitus na construção do espaço social de Pierre Bourdieu. 

PALAVRAS-CHAVE: Literatura. Literatura sul-riograndense. Identidade. Espaço.

 

CONSTRUCTION OF SOCIAL SPACE IN THE SHORT STORY "UMA ESPÉCIE DE HERANÇA", BY CINTIA MOSCOVICH.

ABSTRACT 

This paper examines space’s relations in Cintia Moscovich’s tale “Uma forma de herança”, published in Essa coisa brilhante que é a chuva (2012, Prêmio Portugal Telecom finalist). She is a gaúcha writer of Jewish origin. It is proposed a reading in which that space (the house that the main character receives as heritage) is a metaphor alluding to Jewish heritage in an attempt to understand how to deal with this in these times. This analysis deals with conceptions as utopia and heterotopia, by Michel Foucault, and with the habitus conception in construction of space by Pierre Bourdieu. 

KEYWORDS: Literature, Rio Grande dos Sul’s literature, identity, space


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



ISSN: 2357-8556



INDEXADORES:

    

     

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.