PAPILAS MODERNISTAS: ALTERIDADE E IDENTIDADE NACIONAL NO DIÁRIO DE VIAGEM O TURISTA APRENDIZ, DE MÁRIO DE ANDRADE

José Bento de Oliveira Camassa

Resumo


Relatos de viagem são textos privilegiados para o estudo das percepções sobre a alteridade e, a partir destas, para a manifestação e reflexão por parte do escritor-viajante sobre a sua identidade. Procuramos identificar o estabelecimento de tais relações n’O Turista Aprendiz, diário de viagem do escritor modernista brasileiro Mário de Andrade durante sua excursão pelo rio Amazonas, em 1927. Na obra, as considerações de Andrade sobre si e sobre o outro buscam, com humor, problematizar o eurocentrismo, bem como estão atreladas à preocupação do autor com as questões da identidade e da cultura nacionais. Tal interesse direciona a observação do poeta à cultura material, à música, às variantes linguísticas e à alimentação amazônicas. Sustentamos que os escritos do diário deixam entrever a importância da experiência da viagem à Amazônia para a forja da concepção, por parte de Mário, da brasilidade como um fenômeno cultural sincrético, pluralista e atinente à experiência popular cotidiana. Assim, acreditamos que não é adequado considerar os discursos presentes n’O Turista Aprendiz como mero reflexo do Modernismo marioandradiano. Este também teria sido moldado pelo que Mário viu, ouviu, provou, conversou e refletiu na Amazônia.

 PALAVRAS-CHAVE: Mário de Andrade; relatos de viagem; identidade nacional; Amazônia; Modernismo brasileiro.


MODERNIST PAPILLAE: ALTERITY AND NATIONAL IDENTITY IN MÁRIO DE ANDRADE’S O TURISTA APRENDIZ TRAVEL DIARY

ABSTRACT

Travel writings are privileged texts both for the study of perceptions of alterity and, based on them, the expression of travel writer’s identity. We aim to identify the establishment of such relations in O Turista Aprendiz, Mário de Andrade’s diary during his travel through the Amazon River in 1927. In the work, Andrade’s comments about the Self and the Otherness wittily aim to problematize eurocentrism. Andrade’s writings are also linked to his concern about Brazilian national identity and national culture’s issues. Such interest drives the poet’s observation towards Amazonian material culture, music, linguistic variants and food. We sustain that the diary’s writings show the importance of Andrade’s travel to Amazon in his work, especially regarding his conception of Brazilianness as a syncretic and pluralistic cultural phenomenon, which is related to popular everyday life. Thus, we believe that it is not appropriate to consider O Turista Aprendiz’s points of view as a simple result of Mário de Andrade’s Modernist literature. Instead, this would also have been shaped by what Andrade saw, listened to, tasted, talked and thought in Amazon.

KEY WORDS:  Mário de Andrade; travel writing; national identity; Amazon; Brazilian Modernism.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 José Bento de Oliveira Camassa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 2357-8556



INDEXADORES:

   

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.