A CIDADE E O JORNAL: MILITÂNCIA INTEGRALISTA EM LINS NO FINAL DO SÉCULO XX

Giovanna Martelete do Amaral

Resumo


O Integralismo nunca conseguiu recuperar a força que teve na década de 30, especialmente após a morte de Plínio Salgado em 1975. Mas os militantes remanescentes permaneceram ativos, tentando se reorganizar e atuar, ainda que oficialmente fora do jogo político. Nos anos 90, jornais e boletins foram publicados e enviados para vários estados e entidades. Entre eles estava um jornal publicado em Lins/SP, que conjugava a defesa da doutrina Integralista com o cotidiano da cidade. A Voz do Oeste foi o jornal integralista no final do século XX que mais se aproxima da grande imprensa, trazendo anúncios e “notícias”, ainda que contextualizadas pela perspectiva ideológica do editor. Este artigo objetiva analisar a convivência da militância integralista e do cotidiano da cidade de Lins no jornal A Voz do Oeste durante os anos 90. O jornal se apresentava ao público como estando a serviço da população em diversas situações, inclusive fiscalizando o poder público, mas também versando sobre as práticas consideradas adequadas ou não ao cotidiano da população.

PALAVRAS-CHAVE: Integralismo; Cotidiano; Imprensa;

THE CITY AND THE NEWSPAPER: INTEGRALIST MILITANCY IN LINS AT THE END OF THE 20TH CENTURY

ABSTRACT

Integralism never recovered the power it had in the 1930s, especially after Plínio Salgado's death in 1975. But the remaining militants kept active, trying to reorganize and act, albeit officially out of the political game. In the 1990s, newspapers and newsletters were published and sent to various states and entities. Among them was a newspaper published in Lins/SP, which combined the defense of integralist doctrine with the everyday life of the city. A Voz do Oeste was the late 20th century integralist newspaper that came closest to the mainstream press, bearing ads and "news", although contextualized by the ideological perspective of the publisher. This article aims to analyze the coexistence of integralist militancy and the everyday life of the city of Lins in the newspaper A Voz do Oeste during the 1990s. The newspaper presented itself to the public as being in the service of the population in various situations, even in supervising the public power, but also in discussing the practices considered appropriate or not to the daily life of the population.

KEY WORDS: Integralism; Everyday Life; Press;


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Giovanna Martelete do Amaral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 2357-8556



INDEXADORES:

   

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.