Dos princípios da administração escolar ao paradigma da gestão democrática: um estudo fundado na crítica marxista.

SIDOU, Adriana Mota de Oliveira; JIMENEZ, Susana Vasconcelos; GOMES, Valdemarin Coelho

Resumo


O presente artigo tem como objetivo discutir, a partir da crítica marxista ontológica, a mudança terminológica e conceitual da administração escolar em favor da gestão escolar ou gestão escolar democrática, com vistas a compreender o que significou a referida mudança de paradigma em vinculação com o processo de reprodução social. O trabalho toma por base uma pesquisa teórico-bibliográfica, fundamentada na perspectiva onto-histórica de compreensão do real, sob a crítica marxista, que parte do movimento do real para compreender os fenômenos da sociabilidade. Revisitamos escritos selecionados sobre a administração/gestão escolar produzidos, respectivamente, nos períodos denominados clássico e crítico. Como considerações preliminares, postulamos, com base em nosso referencial, que o paradigma da gestão escolar vigente a partir dos anos oitenta, no Brasil, traduziria uma capitulação do campo revolucionário em nome do horizonte democrático-cidadão, como analisa Tonet; além de tomar parte na reestruturação produtiva e ideológica do capital no quadro de sua crise estrutural, assim concebida por Mészáros, a fim de garantir o processo de acumulação, mantendo intactas as bases do sistema.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.