GARANHUNS-PE, AÇÕES EDUCATIVAS E DINÂMICA SÓCIOESPACIAL: UMA ANÁLISE GEO-HISTÓRICA DAS RELAÇÕES ESTABELECIDAS ENTRE RELIGIÃO, ESTADO E EDUCAÇÃO

Carlos Roberto Cruz UBIRAJARA

Resumo


Autor: Carlos Roberto Cruz Ubirajara

 

Orientador: Prof. Dr. Raimundo Elmo de Paula Vasconcelos Júnior

RESUMO

As ações educacionais materializadas a partir da implantação e expansão de instituições educativas resultam no desenvolvimento de sistemas de objetos, sobretudo aqueles relacionados ao ensino assim como, no surgimento e potencialização de fluxos e/ou sistemas de ações correlatas. Entretanto, apesar da reconhecida importância desses estudos, a análise das espacialidades advindas de ações na área educacional não se encontra muito presente na produção acadêmica nacional, muito embora, os estudos sobre geografia urbana e serviços analisem o assunto como reflexo das políticas de desenvolvimento econômico. Reduzir essa análise ao escopo de existir como consequência de outros macroprojetos políticos institucionais, sempre inviabilizou pesquisas que tivessem a perspectiva de analisar a dinâmica sócio espacial tendo como fundamento maior projetos no âmbito educacional. A pesquisa que se segue busca dar uma contribuição ao estudo desta temática. Tem por objetivo compreender como as ações educacionais a partir da instalação de instituições de ensino passam a desempenhar a função articuladora do contexto regional em que estão inseridas. Estabelecemos como recorte espacial e temporal o Agreste Meridional do Estado de Pernambuco, mais especificamente a cidade de Garanhuns-PE, entre 1900 e 2013. A metodologia utilizada foi edificada no sentido de comportar e apresentar o espaço produzido, como resultado das interações sócio espaciais que possibilitaram a compreensão do cenário que caracteriza o processo de transformação do espaço da cidade em função das estratégias desenvolvidas para atender as demandas educacionais. Para o entendimento desse processo partimos do pressuposto de que a organização da dinâmica sócio espacial, ocasionada pelas ações educacionais, enquanto práticas espaciais, promovidas pelas igrejas (Católica e Presbiteriana) e pelo Estado a partir da instalação das escolas, desde o final do século XIX (1900). Tais práticas viabilizaram, no futuro, uma demanda para o incremento do ensino superior, propiciando desse modo a instalação e ampliação das referidas instituições em Garanhuns-PE - no início dos anos 60 (UPE) e a partir de 2005 (UFRPE/UAG) respectivamente. Desse modo as práticas espaciais estabelecidas pelas igrejas e Estado criaram uma estrutura educacional de referência na região, pela concentração de estabelecimentos de ensino de qualidade. Podemos, então concluir que esse polo educacional foi responsável, juntamente com outras ações políticas, consorciado a um ecossistema diferenciado no semiárido nordestino de uma concentração populacional significativa, por tornar Garanhuns a principal cidade do agreste meridional pernambucano.

Palavras-chave: Ações Educacionais. Práticas Espaciais e Dinâmica Socioespacial..

ABSTRACT

Educational actions materialized from the implantation and expansion of educative institutions result in the developing of object systems, especially those related to teaching, as well as, in the appearing and potentiation of flows and/or systems of correlated actions. However, in spite of the recognized importance of these studies, the analysis of spacialities arising from actions in the educational area is not often found in national academic production, although studies about urban geography and services take this subject like a reflex of economic development policies. Reducing these analyses at the scope of existing as consequence of other political institutional macro projects, has always made unviable researches that have the perspective of analyzing socio spatial dynamics, being based upon greater projects in the educational field. The following research seeks giving a contribution to the study of this theme. Its main goal is to understand how educational actions arising from the installation of teaching institutions starts to play articulator function on the regional context in which they are inserted. We have established as spatial and temporal area the Southern AGRESTE in the state of Pernambuco, more specifically the city of GARANHUNS between 1900 and 2013. The methodology chosen was built with the aim of keeping and to present the space produced as a result of socio spatial interactions which made possible to understand the scenario that characterizes the city’s transformation process in terms of developed strategies to meet educational demands.For the understanding of this process, we have started from the presupposition that the organization of socio spatial dynamics, caused by educational actions, as spatial practices, promoted by churches (Catholic and Presbyterian) as well as the state government, from the installation of schools since the final of nineteenth century (1900). Such practices made possible in the future a demand for development of higher education, allowing, this way, the installation and enlargement of such institutions in Garanhuns – PE – in the beginning of sixties (UPE) and from 2005 (UFRPE/ UAG), respectively. This way, spatial practices established by Churches and the State created an educational structure of referential level in the region, by the concentration of qualified schools. We can conclude, then, that this educational pole has been responsible, along with other political actions, syndicated to a different ecosystem in the northeastern semi-arid region of a significant population concentration, for making GARANHUNS the main city of Pernambuco’s southern AGRESTE.  

Keywords: Educational Actions. Spatial Practices. Socio Spatial Dynamics.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas