A REDE URBANA DA MESORREGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL: O PAPEL DAS CIDADES NOS CIRCUITOS DA AGRICULTURA MODERNIZADA

Oscar Alfredo Sobarzo Miño

Resumo


No texto é analisada a rede urbana da Mesorregião Noroeste do Rio Grande do Sul considerando o papel que as cidades médias e as “cidades de intermediação” desempenham nos circuitos da agricultura modernizada. Conceituam-se as cidades médias como aquelas que exercem papéis regionais na rede urbana. A expressão “cidades de intermediação” constitui uma proposta inicial para denominar as cidades que, sem exercer um papel de articulação regional, possuem funções especificas de apoio às atividades agrícolas, participando em redes que extrapolam a escala regional. O ponto de partida para a análise da rede urbana foi o estudo das Regiões de Influência das Cidades de 2007, com destaque para as “capitais regionais” e os “centros sub-regionais”. Nessas cidades foram identificadas as principais empresas e serviços relacionados com a agricultura modernizada e o agronegócio. Também foram analisadas outras cidades que, embora não tenham destaque no estudo REGIC, desempenham importantes funções no contexto da agricultura regional. Em termos gerais, todas as cidades analisadas caracterizam-se por ser nós de intermediação na rede urbana, considerando que participam da inter-relação produtiva regional e inclusive, nalguns casos, participam em circuitos nas escalas nacional e global.

Palavras-chave


Rede urbana, cidades medias, cidades de intermediação, agricultura modernizada

Texto completo:

PDF () PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas