CRÉDITO SUSTENTÁVEL: A FORÇA DA METODOLOGIA DO PROGRAMA CREDIAMIGO

Pedro José Rebouças Filho

Resumo


O microcrédito vem se consolidando como alternativa de inclusão bancária para população de baixa renda. No Brasil, possui destaque internacional com o Crediamigo, Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste do Brasil, que iniciou suas operações no ano de 1998. Estudos apontam um elevado índice de reembolso, apesar dos valores serem emprestados sem lastro de garantias reais, fugindo ao padrão das operações de crédito tradicionais, e com burocracia reduzida, o que por sua vez, facilita o acesso aos empreendedores que necessitam conduzir um pequeno negócio, em sua maioria informal. O objetivo desse trabalho é compreender o que determina a manutenção da adimplência do Crediamigo nos patamares divulgados nos últimos cinco anos. Para tanto, utilizou-se de pesquisa bibliográfica, considerando a literatura existente para o tratamento do tema. No delineamento da temática, buscou evidenciar a força da adimplência na continuidade do crédito, alisando o impacto sobre o Projeto UNO. Em seguida, identificou-se que o Programa Crediamigo apresentou adimplência superior a 98%, considerando o período de 2010 a 2014. A metodologia empregada para concessão de crédito do Crediamigo, possui aproximação com a desenvolvida pelo Grameen Bank. O que levou a concluir que a adimplência no Crediamigo possui estreita relação com a metodologia desenvolvida, considerando que a inadimplência se manteve estabilizada, mesmo com a ampliação do leque de clientes atendidos.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas