ANÁLISE INTEGRADA DA EVOLUÇÃO DA PAISAGEM NO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ - CE

Paulo Roberto Pessoa

Resumo


UM DOS GRANDES DESAFIOS DA SOCIEDADE ATUAL E DO MEIO CIENTÍFICO NESTE SÉCULO É ENTENDER OS FATORES E OS MECANISMOS DE CONTROLE DOS AMBIENTES, PARA PLANEJAR E GERENCIAR AS MÚLTIPLAS PAISAGENS, PARTICULARMENTE, OS AMBIENTES COSTEIROS. O LITORAL DO CEARÁ É UM AMBIENTE CUJAS TRANSFORMAÇÕES PAISAGÍSTICAS OCORRIDAS PRINCIPALMENTE NOS ÚLTIMOS 20 ANOS, ESTÃO ASSOCIADAS AS AÇÕES ECONÔMICAS, SOCIAIS E POLÍTICAS, QUE DE TÃO RELEVANTES TÊM INCLUSIVE DELINEADO NOVAS FORMAS DE USO, COMO COMPLEXOS INDUSTRIAIS E PORTUÁRIOS ALÉM DA INSTALAÇÃO DE ATIVIDADES COMO A CARCINICULTURA E OS PARQUES EÓLICOS PARA GERAÇÃO DE ENERGIA. ESTAS FORMAS QUE OCUPAM O ESPAÇO ASSOCIAM-SE ÀS OUTRAS JÁ TRADICIONALMENTE IMPLANTADAS NESSES ESPAÇOS COMO A PESCA ARTESANAL E INDUSTRIAL E O TURISMO. ESTE TRABALHO TEM COMO OBJETIVO AVALIAR E DISCUTIR AS RELAÇÕES ENTRE AS PRINCIPAIS FORMAS DE USO E OS PROCESSOS DE DEGRADAÇÃO ASSOCIADOS AO AMBIENTE ESTUARINO DO RIO ACARAÚ.A ÁREA PROPOSTA PARA ESTE TRABALHO CONSIDEROU COMO LIMITE O TRAÇADO LONGITUDINAL DO RIO NUMA PARCELA DO ESTUÁRIO COMPREENDIDA DESDE A FOZ DO RIO ATÉ O MUNICÍPIO DE CRUZ E AS ÁREAS ADJACENTES SOB A INFLUÊNCIA DO ESTUÁRIO. DEVE SER DESTACADO QUE O RIO ACARAÚ QUE ESTÁ INSERIDO NA SEGUNDA MAIOR BACIA HIDROGRAFIA DO ESTADO, OCUPANDO UMA PARCELA SIGNIFICATIVA DOS MUNICÍPIOS DE ACARAÚ E CRUZ, NA REGIÃO NORTE DO CEARÁ À APROXIMADAMENTE 230 KM DE FORTALEZA. A METODOLOGIA BASEOU-SE EM TRÊS MOMENTOS PRINCIPAIS ALÉM DA REVISÃO DA LITERATURA. NA PRIMEIRA ETAPA TODA A ÁREA DE ESTUDO FOI PERCORRIDA COM O OBJETIVO DE MAPEAR E IDENTIFICAR OS IMPACTOS. NA SEGUNDA ETAPA FOI PREPARADO UM MAPA IDENTIFICANDO OS PRINCIPAIS TIPOS DE USO E POR FIM FOI APLICADA A FERRAMENTA DA LISTA DE CHECAGEM, ONDE FORAM MENSURADOS OS PRINCIPAIS IMPACTOS E AS SUAS RESPECTIVAS MAGNITUDES. OS RESULTADOS DEMOSTRAM QUE NA ÁREA DE ESTUDO ENCONTRAM-SE DIVERSOS PROCESSOS DE DEGRADAÇÃO COM ESCALAS IGUALMENTE DIFERENTES E QUE CONTRIBUEM DE MODO GERAL PARA O COMPROMETIMENTO DO SISTEMA ESTUARINO. PODE-SE CONCLUIR TAMBÉM QUE O LISTA DE CONTROLE É UM INSTRUMENTO BASTANTE ÚTIL E SIMPLES PARA IDENTIFICAÇÃO DE IMPACTOS PROVOCADOS POR UMA OU MAIS ATIVIDADES EM BACIAS HIDROGRÁFICAS, PODENDO INCLUSIVE TER SEU USO EXPANDIDO PARA OUTROS SETORES DA BACIA ALÉM DO ESTUÁRIO.

 


Texto completo:

XML PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas