Proposição e aplicação do Índice de Pressão Socioeconômica (IPS) nos municípios da Sub-Bacia Hidrográfica do rio do Cais (PI), Nordeste do Brasil

Francílio de Amorim dos Santos, Cláudia Maria Sabóia de Aquino

Resumo


A desertificação representa um fenômeno complexo, cujas consequências demandam estudos para sua avaliação e compreensão, pois quando desencadeado promove degradação das terras secas e redução da qualidade de vida da população. O estudo objetiva a proposição e aplicação de um Índice de Pressão Socioeconômica (IPS), através da seleção de indicadores socioeconômicos extraídos do banco de dados disponível no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos municípios da Sub-Bacia Hidrográfica do rio do Cais (SBHRC). A integração dos valores percentuais da taxa de densidade demográfica municipal, taxa de urbanização, valor adicionado da agropecuária, extração vegetal e indústria, no IPS aponta o município de Castelo do Piauí como o de mais elevado nível de pressão socioeconômica, com 88,00%, ao passo que apenas São Miguel do Tapuio enquadrou-se na classe 51,00% a 75,00%, enquanto os municípios de Buriti dos Montes e São João da Serra ficaram inseridos na classe 25,00% a 50,00%. A integração dos referidos indicadores no IPS permitiu a espacialização e análise da pressão socioeconômica sobre a SBHRC, o que poderá subsidiar o planejamento e execução de políticas públicas, visando à melhoria da qualidade de vida da população e ainda a otimização das atividades socioeconômicas nos municípios da SBHRC.

Palavras-chave


Dados Socioeconômicos, Desertificação, Geoprocessamento, Índice de Pressão Social.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas