TECNOLOGIA APROPRIADA NO ACESSO À ÁGUA: EM BUSCA DA DIMINUIÇÃO DAS VULNERABILIDADES E INJUSTIÇAS SOCIOAMBIENTAIS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

Amanda Martins Jacob, Ana Paula Fracalanza, Eduardo de Lima Caldas

Resumo


Este artigo tem o objetivo de discorrer sobre os efeitos da introdução de tecnologias apropriadas no semiárido Brasileiro, a saber, a construção de cisternas de placa de cimento para o abastecimento de água. A pesquisa mostrou que a forma de promoção e implementação desta tecnologia auxilia, no combate à desigualdade no acesso à agua, como também minimiza as vulnerabilidades e injustiças socioambientais as quais as populações do semiárido estão sujeitas, em virtude, sobretudo, de suas condições socioeconômicas. Desta forma, a cisterna de placa de cimento reduz a exposição ao risco socioambiental, fortalece os laços comunitários locais, desenvolve a aprendizagem social e aumenta a autonomia das famílias, ao garantir o recurso natural em quantidade e qualidade suficientes para atender às necessidades básicas das famílias. Todo este processo modifica o paradigma tradicional de enfrentamento do problema por meio do combate à seca, incentivando a permanência das famílias no semiárido brasileiro e propiciando o desenvolvimento social das comunidades.  

Palavras-chave


acesso à água, cisternas, tecnologia apropriada, vulnerabilidades e injustiças socioambientais, semiárido brasileiro.

Texto completo:

pdf

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

 

 

Revista GeoUECE
ISSN online: 2315-028X

  Locations of visitors to this page

visitas