A preparação da tinta pré-histórica numa perspectiva etnoarqueológica e a materialidade da tela rupestre

Marcélia Marques, Conceição Lage

Resumo


Neste trabalho apresentamos aspectos da dimensão técnica naconfecção da tinta pré-histórica em sítios de arte rupestre no estado do Ceará,nordeste do Brasil, a partir de analogias etnográficas com a técnica de decantaçãodos pigmentos confeccionados pelas índias Tremembé. No que diz respeito à telarupestre, ressaltamos que os matacões (suportes rochosos) e áreas específicasdos afloramentos foram escolhidos segundo a realização técnica, plástica epaisagística dos painéis. Neste sentido, a concepção da arte se apresentava apartir dos próprios elementos da natureza, na expressão da morfologia dos suportesrochosos e de condições intrínsecas à materialidade da rocha. As diferenciaçõesgeoambientais entre os estados do nordeste do Brasil, bem como as escolhas nouniverso das concepções culturais, podem ter concorrido para respostas variadasnas atividades gráficas das populações pré-históricas. A técnica de decantação dopigmento no Sertão Central do Ceará se configurou enquanto prática tanto noplano da inovação como na recorrência de elementos tradicionais locais, nãoobservados em outros contextos do nordeste do Brasil.

Texto completo:

Sem título ()

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE