Os sentidos do trabalho para os jovens universitários

Elizabeth Fiuza Aragão

Resumo


Objetiva-se neste artigo discutir os sentidos e os significados que otrabalho assume no mundo globalizado, de intensas mudanças tecnológicas, darapidez informacional erodindo e formatando novos padrões de trabalho e emprego,tendo como foco o lugar e a importância atribuídos por jovens universitários aotrabalho. Para tal, faz-se um passeio pela literatura à luz dos autores que vislumbramos aspectos nefastas oriundos da falta de emprego/trabalho para os jovens, de umlado: e de outros que caminham na defesa do relaxamento da cultura do trabalhoapregoado pela modernidade e da diminuição das pressões para se ter sucesso.Faz-se uma distinção entre o que é “ser jovem” e “ser jovem universitário” paradepois adentrar na análise empírica das representações do trabalho a partir dosseguintes eixos temáticos: conceitos de trabalho, lugar do trabalho na projeção devida; trabalho e lazer; trabalho e remuneração; perspectivas profissionais. A pesquisarealizada junto aos alunos da Universidade Federal do Ceará aponta como prementeso desejo de o jovem realizar-se profissionalmente via emprego público e privado ede obtenção da estabilidade nos planos financeiros, familiar e na fidelidade aosamigos, contrariando ao que se afirma ser valores da sociedade pós-moderna,contemporânea, ou seja, a efemeridade e o descompromisso.

Palavras-chave


Sentidos do trabalho. Jovens. Futuro profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE