A experiência do assédio moral no Ceará: prevalência e aspectos sociodemográficos

Rosemary Cavalcante Gonçalves, Regina Heloisa Mattei de Oliveira Maciel

Resumo


Este estudo investiga a prevalência do assédio moral e os principaisatos negativos relacionados ao assédio a trabalhadores no Ceará. O assédio moralconsiste em situações em que um ou mais trabalhadores são submetidos,repetitivamente, a condutas negativas, como humilhação, perseguição, discriminaçãoe maus-tratos no trabalho, sem que possam se defender, constituindo-se em afrontaà sua dignidade. A pesquisa quantitativa foi conduzida entre trabalhadores noestado do Ceará. Os dados foram coletados pela aplicação de questionário emamostra de 218 trabalhadores que aguardavam atendimento na Delegacia Regionaldo Trabalho – DRT/Ce. Duas diferentes estratégias de medição do assédio moral foramusadas e comparadas. Dada a definição de assédio moral, 25,2% dos pesquisadosauto-relataram serem vítimas em freqüência, no mínimo, semanal, nos últimos seismeses. Porém, utilizado o Questionário de Atos Negativos (NAQ), contendo umalista de 22 atos negativos potenciais de assédio, 66,9% dos trabalhadores da amostrarelataram a exposição a, pelo menos, um ato negativo semanalmente, nos últimosseis meses. Os pesquisados responderam com maior freqüência que foram alvosde gritos e agressividade, lembrados constantemente de erros e que se espalharamboatos a seu respeito. O estudo mostra que o assédio moral a trabalhadores noCeará é um fenômeno amplamente experienciado, com predominância de atosnegativos característicos da precariedade de gestão e ambiente organizacional.

Palavras-chave


assédio moral, comportamentos negativos, sofrimento no trabalho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE