Decisões para a construção da Cidade Administrativa em Belo Horizonte

Léa Guimarães Souki, Cristina Almeida Cunha Filgueiras

Resumo


O artigo analisa a construção da nova sede do governo do estado de Minas Gerais inaugurada em 2010. Nele são examinadas as decisões de construir o complexo, a localização, o financiamento, a forma de contratação para execução e o licenciamento ambiental. O caso é estudado à luz de questões centrais da política de desenvolvimento urbano no Brasil. Conclui-se que a iniciativa, apesar de ter incorporado novos atores e processos às decisões, reiterou o tradicional padrão de relacionamento entre Estado, sociedade e grupos de interesse no contexto de grandes obras públicas.

Palavras-chave


metrópole; desenvolvimento urbano; política pública; gestão pública; processos decisórios.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE