"Nossa casa era o chapéu": o nomadismo como elemento de identidade e o processo de fixação de ciganos em São João do Paraíso (MA)

Janeide da Silva Cavalcante

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma investigação em torno da identidade dos ciganos que vivem na cidade de São João do Paraíso (cidade do sul do Maranhão) e como esta está relacionada a uma série de estereótipos que marcam a sociabilidade desses agentes com os demais citadinos. Nossa pesquisa ocorreu com os ciganos que estão hoje em dia numa condição de “moradores”. Procuramos compreender as razões que fazem com que um grupo que se identifica como de nômades assuma a condição de morador e os motivos que levou a fixar moradia. A partir da pesquisa realizada, pudemos ver como os ciganos, em uma condição de moradores, buscam uma estabilidade social e respeito moral, algo difícil de se conquistar na condição de andadores, por sofrerem preconceitos por onde passam.


Palavras-chave


Identidade. São João do Paraíso. Ciganos. Nômades. Moradores

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE