ENSINO TÉCNICO E EMPREGO: UMA ANÁLISE DOS EGRESSOS DO CURSO TÉCNICO EM PETROQUÍMICA DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ - CAMPUS CAUCAIA

Paulo Cicero Sousa, Francisca Rejane Bezerra Andrade

Resumo


A aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação em 1996 propiciou uma nova forma de atuação da Educação Profissional. A partir dos preceitos emanados dessa lei, foi possível fazer um planejamento de expansão dessa modalidade de ensino em todo o país. Sua expansão pode ser visualizada não só em termos qualitativos, a exemplo de sua atuação na educação de nível fundamental, médio, graduação e pós-graduação, mas também em termos quantitativos através da diversidade de grupos atingidos, das mais diferentes faixas etárias que se convergem em estudantes da Educação Profissional. Essa pesquisa teve como objetivo geral analisar os impactos sociais e de inserção no mercado de trabalho dos egressos do curso técnico em Petroquímica do Instinto Federal do Ceará, campus Caucaia. Especificamente, esse trabalho buscou verificar possíveis mudanças de ordem social e econômica para esses egressos, caracterizando as dificuldades/facilidades de inserção no mercado de trabalho, bem como identificando o grau de satisfação desses sujeitos com o curso. Por se tratar de uma pesquisa que almeja demonstrar a realidade de um fenômeno social de uma população especifica sem, no entanto, interferir e nem modificar a realidade estudada foi feita uma pesquisa descritiva conforme definida por Gil (2008) dentro de uma abordagem qualitativa. A pesquisa descritiva foi realizada na forma de Estudo de Caso que no entender de Godoy (1995) visa ao exame detalhado de um ambiente, de um sujeito ou de uma situação particular. Iniciamos a aplicação de questionários junto a 64 egressos do curso técnico em petroquímica no dia 11 de janeiro. A pesquisa durou 30 dias e tivemos respostas de 32 egressos. As análises e interpretações dos dados revelaram, a despeito do considerável investimento público, que cerca de um terço dos alunos que terminou o curso continua em busca de inserção no mercado de trabalho e que outro terço de alunos conseguiu se estabilizar financeiramente mesmo com a crise de emprego que o país atravessa. Destacamos ainda os alunos que resolveram dar continuidade aos estudos com expectativa de alçar novos conhecimentos e crescimento profissional.

Palavras-chave


Emprego. Juventude. Curso Técnico. Políticas de Educação Profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.